Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 25/10/2011 - 12h00
Postado em Notícias

25/10/2011 12h00 - Postado em Notícias

Fecularia investe R$ 10 milhões em unidade de Icaraíma

A Fecularia Lopes, de Nova Londrina, investiu R$ 10 milhões na construção de uma nova unidade que vai gerar 60 empregos diretos e 500 indiretos no município de Icaraíma, região Noroeste do Estado. O investimento é um reflexo do crescimento da produção de mandioca na região que passou a gerar grandes negócios no Interior do […]

A Fecularia Lopes, de Nova Londrina, investiu R$ 10 milhões na construção de uma nova unidade que vai gerar 60 empregos diretos e 500 indiretos no município de Icaraíma, região Noroeste do Estado. O investimento é um reflexo do crescimento da produção de mandioca na região que passou a gerar grandes negócios no Interior do Estado disse o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, durante o evento de inauguração na última sexta-feira (21).

Ortigara relembrou o período em que o cultivo e a industrialização de mandioca ainda era artesanal em meados da década de 70 no Paraná. De lá para cá – disse – a cadeia produtiva evoluiu e hoje o Estado é o maior produtor de fécula do País, abastecendo as indústrias dos demais estados. E os investimentos do setor agropecuário que estão acontecendo – acrescentou – estão sendo direcionados para o Interior, em regiões que necessitam de mais desenvolvimento, para fortalecer todo o Paraná.

Para o secretário, a instalação da indústria proporciona uma boa opção para o pequeno produtor da região Noroeste do Estado, com o cultivo de mandioca. Ele apresentou dados do Departamento de Economia Rural (Deral) do Estado em que a produção da raiz se expandiu na região. Entre os municípios de Icaraíma, Altonia e São Jorge do Patrocínio que produziam em torno de 1.500 hectares na safra 2002/ 03 e nesta safra a 2011/12 plantou-se uma área de 14.100 hectares , existindo uma previsão de colheita de aproximadamente 10.500 há, pois os produtores deixam uma parte da produção para dois cilclos, portanto um crescimento de 600%.

A nova fecularia vai produzir fécula de mandioca, polvilho doce, polvilho doce granulado, polvilho azedo, farinha de mandioca branca, farinha de mandioca amarela e farinha de mandioca torrada. Será a primeira indústria de Icaraíma com instalações modernas e tecnologia de ponta, com capacidade de moagem de 400 toneladas de mandioca por dia.

Os dirigentes da indústria anunciaram que em pouco tempo vão dobrar essa capacidade, para uma moagem de 800 toneladas de mandioca por dia. Outra meta é dar início a um investimento que vai garantir a produção de amido de milho.

A Fecularia Lopes iniciou suas atividades em 1994 em Nova Londrina, região de Paranavaí. Hoje atende a quase todos os Estados da federação com uma produção diária de 280 toneladas de amido de Mandioca. O faturamento que era de R$ 311 mil no início das atividades, passou para mais de R$ 46 milhões em 2010.

Participaram do evento de inauguração da nova unidade da Fecularia Lopes lideranças locais e estaduais, entre eles, os deputados federais Alfredo Kaefer, Zeca Dirceu e Osmar Serraglio, o deputado estadual Nelson Garcia, prefeitos e lideranças do agronegócio do Noroeste do Estado.

Fonte: Seab

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom