Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 29/06/2011 - 12h00
Postado em Notícias

29/06/2011 12h00 - Postado em Notícias

FAEP reivindica ampliação de “vendas em balcão” e prorrogação de dívidas

Diante das dificuldades enfrentadas pelos produtores de suínos do Paraná, a FAEP enviou ofício expondo esses problemas a vários ministérios (MAPA, MDA, Casa Civil, Fazenda), à Conab, BB, Sicredi e Sntander. Nele estão relatados uma soma de fatores que contribuem para acelerar as perdas financeiras destes produtores: O preço do milho subiu 70% quando comparado […]

Diante das dificuldades enfrentadas pelos produtores de suínos do Paraná, a FAEP enviou ofício expondo esses problemas a vários ministérios (MAPA, MDA, Casa Civil, Fazenda), à Conab, BB, Sicredi e Sntander. Nele estão relatados uma soma de fatores que contribuem para acelerar as perdas financeiras destes produtores:
O preço do milho subiu 70% quando comparado com maio de 2010, o cereal é um componente importante da alimentação dos animais. A ração representava 65% do custo de produção no final de 2010, em março 2011 a participação passou para 74%.
Além do aumento do custo de produção os produtores estão sofrendo com a queda nos preço da carne suína. Em novembro de 2010 o preço do quilo da carne suína estava R$ 2,57 e desde então tem sofrido depreciações. Conforme os dados da SEAB, o preço de maio ficou em R$ 1,75. O valor está muito abaixo do custo de produção apurado para o período, que foi de R$ 2,60/Kg. A tendência de baixa continua.
Os produtores também irão sofrer com o embargo russo à carne brasileira. A exportação de carne suína para à Rússia em 2010 foram de 18,9 mil toneladas, no valor de 48 milhões de dólares, representando 50% das exportações de carne do Paraná. Se o embargo persistir além da diminuição das exportações, a maior oferta de produto no mercado irá contribuir para uma maior redução nos preços.
O Programa de Vendas em Balcão destinado a pequenos criadores de aves e suínos tem limite muito inferior à necessidade do produtor paranaense. O limite de 27 toneladas por produtor não atende a demanda mensal dos criadores de suínos não contribuindo para amenizar o problema do custo causado pelos elevados preços do milho.
Diante disso, o presidente do Sistema FAEP, Ágide Meneguette solicita que o limite do Programa de Vendas em Balcão seja ampliado de 27 toneladas para 54 toneladas por produtor, com vendas no estado do Paraná ocorrendo nos próximos meses. Além disso, pede a prorrogação de dívidas de custeio e investimentos que vencerem ou vencerão em junho e julho para vencimento após a última parcela do contrato, em virtude da incapacidade financeira atual  dos suinocultores.

imprensa@faep.com.br