Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 09/03/2012 - 12h00
Postado em Notícias

09/03/2012 12h00 - Postado em Notícias

Estiagem prejudica a produção nacional de grãos

A seca provocada pelo fenômeno La Niña, especialmente no final do ano passado e início de 2012, afetou as lavouras de milho, soja e feijão do país, segundo o sexto levantamento divulgado nesta quinta-feira, 8 de março, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vinculada do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O documento sinaliza […]

A seca provocada pelo fenômeno La Niña, especialmente no final do ano passado e início de 2012, afetou as lavouras de milho, soja e feijão do país, segundo o sexto levantamento divulgado nesta quinta-feira, 8 de março, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vinculada do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O documento sinaliza uma redução de 3,1%, na safra de grãos, que deve ficar em 157,8 milhões, ante os 162,958 milhões de toneladas da safra anterior.

Apesar da retração, o setor já sinaliza recuperação em determinadas culturas. Parte da lavoura do milho primeira safra e do milho segunda safra aumentaram a produção nacional de grãos da temporada 2011/12 em relação ao balanço de fevereiro. O aumento foi de 0,5% ou de 744,2 mil toneladas.
Atento às necessidades dos produtores, o ministério implementa medidas para amenizar os prejuízos e utiliza instrumentos específicos, como leilões de Valor de Escoamento de Produto (VEP), venda direta, denominada Venda Balcão, além da AGF, EGF, entre outros mecanismos. No próximo dia 15, por exemplo, o leilão de VEP vai negociar 80 mil toneladas de milho, sendo 40 mil para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. As autorizações já foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU).

O secretário de Política Agrícola, Caio Rocha, também anunciou uma reunião com a cadeia produtiva do milho para discutir a questão e criar mecanismos que atendam ao setor para o próximo Plano Safra. "Estamos atentos às necessidades dos agricultores e implementando medidas e usando os mecanismos que disponibilizamos para atendê-los", salientou Rocha.

Cultivares

O milho e a soja, culturas de maior peso na produção, chegam a 83% de toda a safra, com um volume de 130,451 milhões de toneladas. O milho deve crescer 7,5%, considerando a safra total, estimada em 61,703 milhões de toneladas. No caso do milho segunda safra, a estimativa é de 25,804 milhões de toneladas, 20,1% a mais do que o colhido no período passado, quando registrou 21,481 milhões de toneladas. A produtividade deve chegar a 3,838 quilos por hectare, com aumento de 5,2% em relação à safra anterior de 3,647 kg/ha. Já a produtividade da soja deve cair 8,7%, e a produção deve chegar a 68,749 milhões de toneladas.

O cultivo da safra 2011/12 deve ocupar uma área de 51,682 milhões de hectares, com um crescimento de 3,6% sobre os 49,888 milhões de hectares do último período. Isso representa um aumento de 1,794 milhão de hectares. A ampliação se deve ao milho primeira safra (9,2%), ao milho segunda safra (14,1%) e à soja (3,3%).

A pesquisa foi realizada por cerca de 60 técnicos, entre os dias 23 e 29 de fevereiro, depois de ouvidos representantes de órgãos públicos e privados ligados à produção agrícola em todos os estados produtores.

Fonte: Mapa – 9/03/2012

imprensa@faep.com.br