Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 19/10/2011 - 12h00
Postado em Notícias

19/10/2011 12h00 - Postado em Notícias

Entrave logístico traz perda de US$ 1 bi para avicultura

Os entraves logísticos para exportações de aves brasileiras trazem perda de US$ 1 bilhão ao ano para o setor. A estimativa é apontada em estudo feito pela Ubabef (União Brasileira de Avicultura) e representa 12% da receita com as vendas externas do país, que no ano passado somou US$ 8 bilhões. No levantamento, a entidade […]

Os entraves logísticos para exportações de aves brasileiras trazem perda de US$ 1 bilhão ao ano para o setor. A estimativa é apontada em estudo feito pela Ubabef (União Brasileira de Avicultura) e representa 12% da receita com as vendas externas do país, que no ano passado somou US$ 8 bilhões.

No levantamento, a entidade reúne 63 propostas para reduzir esses gargalos e aumentar a competitividade da avicultura brasileira. "No Brasil, a logística representa até 20% dos custos totais do setor, enquanto nos EUA fica em 10%", aponta o presidente da entidade, Francisco Turra.

Segundo ele, medidas simples, como a padronização de procedimentos burocráticos nos portos e ajuste no horário de equipes de fiscalização, poderiam ser implantadas no curto prazo e contribuir para a redução de até dois pontos percentuais nesse custo.

Outros problemas detectados pela entidade vão desde a falta de rastreamento de contêineres vazios nos portos, e que poderiam agilizar o processo de embarque e desembarque de cargas, até restrições legais como o decreto-lei 6620/98, que regulamenta a atividade portuária brasileira e impede uma maior participação da iniciativa privada no setor.

"Estamos mostrando o problema e indicando possíveis soluções. Mudar fatores estruturais, como custo da mão de obra, é mais complicado, mas a logística está na nossa mão", afirma Turra.Ele aponta que a solução para essas questões será fundamental para o Brasil se manter competitivo internacionalmente diante de uma expectativa de crescimento da produção nacional nos próximos anos."A FAO [agência da ONU para agricultura e alimentação] estima aumento de até 60% da demanda mundial pela carne de frango brasileira até 2030. E nós temos que reduzir nossos custos, até porque os concorrentes não estão parados", diz. O Brasil exportou 3,8 milhões de toneladas em 2010.

O documento com as propostas da Ubabef será entregue a representante do Ministério da Agricultura no 22º congresso brasileiro do setor, que será realizado na próxima semana em São Paulo e traz como tema "A competitividade da avicultura nacional".

Fonte: Folha de S. Paulo – 19/10/2011

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom