Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 03/12/2010 - 12h00
Postado em Notícias

03/12/2010 12h00 - Postado em Notícias

Empreendedor Rural 2010 – discurso Ágide Meneguette

Abertura do evento

Este grande encontro acontece num momento importante para o nosso país. As mudanças de governo, tanto na República quanto no Estado, devem trazer consigo ventos de renovação de práticas políticas e de administração.

Estas mudanças devem ter impacto na vida, na renda e no resultado do trabalho do produtor rural, que espero seja positivo, uma vez que o país e o estado precisam de um novo vigoroso impulso de desenvolvimento.

O agronegócio tem sido indispensável para a economia do Brasil. Mas o agronegócio não teria nenhum sentido não fosse a sua base agrícola e pecuária. Não haveria agronegócio ou seria tão inexpressivo que não passaria de traço nas estatísticas.

É esta nossa base no campo que contribui com saldos líquidos positivos na balança comercial superiores a 50 bilhões de dólares por ano, sem o qual o país teria falido há muito tempo, uma vez que os outros setores são deficitários nas trocas com o exterior.

O problema é a falta de reconhecimento que a agropecuário sofre por parte do Governo. Não adianta dizer que o volume de crédito rural aumentou, que os juros são baixos. Isto por si só não significa um grande apoio ao setor.

Contra nós conspiram:

– a política cambial do governo que derruba nossos preços e a nossa competitividade.

– a falta de uma política de garantia de preços e de seguro de renda, que patina há anos, sem resultados concretos.

– a falta de infraestrutura – deficiência de armazenagem, rodovias em péssimo estado ou pedagiadas, ferrovias que cobram fretes rodoviários, portos sucateados.

– a falta de investimentos em pesquisa, mantendo a nossa vergonhosa e dispendiosa dependência de avanços científicos e tecnológicos no exterior.

– o alto custo de insumos, como os fertilizantes importados, apesar da existência de condições de produção em nosso território;

Contra nós conspiram as deficiências na educação e na saúde. A falta de segurança que a cada ano faz centenas de vítimas na área rural.

Todas essas deficiências roubam nossa renda, atrasam nosso desenvolvimento, empobrecem a nossa sociedade.

E exigem de nós um esforço redobrado, aumentando os riscos sem que haja um escudo protetor como existe nos países desenvolvidos.

Neste país, são mais beneficiados aqueles setores com maior capacidade de pressão. Somos uma classe unida, é verdade; mas dispersa até pela natureza de nossas atividades, onde é difícil o trabalho ombreado, como nas atividades urbanas.

Essa dispersão física nos obriga a um esforço maior de aglutinação, de agir como força de pressão quer junto aos Governos, quer nos Parlamentos.

É para superar esta condição que os programas do Sistema FAEP, por meio de processos educativos, procuram disponibilizar técnicas de gestão e de trabalho aliados a instrumentos de análise econômica, social e política para as lideranças rurais.

Ao idealizar o Programa Empreendedor Rural, em parceria com o SEBRAE e com a Fetaep, ou o Programa Mulher Atual, ou o Jovem Agricultor Aprendiz, ou ao investir no Desenvolvimento Sindical, a nossa intenção é preparar lideranças com capacidade crítica na área rural.

Lideranças que possam mobilizar suas comunidades para impor a governantes e representantes atitudes e ações que atendam às justas demandas da família rural e do interesse de toda a sociedade.

O sucesso de nosso intento é visível pela participação cada vez maior e efetiva de nossas lideranças em suas comunidades.

Significa que estamos começando a ter a massa crítica para iniciar um processo vigoroso de pressão.

É por esta razão que vejo com grande alegria esses milhares de rostos que representam todos os cantos de nosso Paraná. Estão aqui as inteligências que fazem parte desta massa crítica que vai ajudar a mudar nosso Estado.

Para confirmar a importância deste encontro estão hoje, aqui, o governador do Estado, Orlando Pessuti e o governador eleito Beto Richa. Vieram prestigiar trabalhadores e produtores rurais, homens e mulheres do campo.

Para estas eleições, como sempre faz, a FAEP apresentou sugestões para serem incluídas nos programas dos candidatos a Governador do Estado. Estas sugestões foram submetidas a todos os sindicatos rurais e suas contribuições incluídas no documento apresentado aos candidatos em memorável encontro realizado em Curitiba em julho deste ano.

O governador eleito Beto Richa percebeu o alcance das oportunidades oferecidas e as incluiu no seu programa de Governo, notadamente a criação da Agência de Desenvolvimento, ampliando sua ação para todos os setores econômicos e não apenas para o agronegócio.

Trata-se de um instrumento para recuperar a capacidade do estado de alavancar os investimentos produtivos, criar mais empregos e mais riquezas.

E aceitou, igualmente, outra sugestão vital para o setor agropecuário, a criação da Agência de Sanidade Animal e Vegetal para garantir a competitividade dos produtos da agropecuária paranaense nos mercados interno e externo.

Estas duas agências, mais as obras de infra-estrutura e a modernização da gestão pública estadual incluindo os serviços de apoio à agropecuária, que fazem parte do rol de providências do Governador Beto Richa, nos dão um novo ânimo.

E vamos esperar que a presidente eleita também cumpra em seu programa de Governo as providências indispensáveis para que o setor agropecuária possa se desenvolver sem os costumeiros percalços, eliminando aquelas deficiências que conspiram contra nossa atividade.

Nossa esperança que os empreendedores e as lideranças que aqui estão se irmanem aos que já participaram dos cursos em anos anteriores, fazendo parte da massa crítica inteligente capaz de exercer o papel de indutor de novos avanços e exercitem a permanente fiscalização das ações de nossos governantes e parlamentares, em todos os seus níveis.

Quero agradecer a presença de todos.

Das Mulheres e dos Jovens.

Dos trabalhadores e dos produtores rurais;

Dos dirigentes sindicais.

Dos nossos parceiros do SEBRAE e da Fetaep, que sempre souberem da importância do Empreendedor Rural.

Agradeço a presença de nossos convidados, de autoridades, parlamentares e em particular do governador Orlando Pessuti e do governador eleito Beto Richa, em que depositamos as nossas melhores esperanças de uma administração moderna e realizadora.

Muito Obrigado.

Imagens do evento aqui

Àgide Meneguette, presidente do Sistema FAEP

imprensa@faep.com.br