Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 28/03/2018 - 17h02
Postado em Destaques, Notícias

28/03/2018 17h02 - Postado em Destaques, Notícias

Em terra de Lava-Jato, vermelho não entra

Por onde passou, carreata do ex-presidente enfrentou bloqueio com queima de pneus, ovos atirados pela população e vaias, cartazes, faixas e palavras de ordem com demonstração da indignação geral

A revolta da população pela carreata de um condenado por corrupção pelo Sul do Brasil resultou em manifestações de repúdio em todos os locais por onde passou. No Paraná não foi diferente. Teve bloqueio de rodovia com queima de pneus, ovos atirados pela população sob muitas vaias, cartazes, faixas e palavras de ordem que entre outras coisas demonstravam a indignação geral.

Centenas de carros e caminhões fecharam as rodovias de acesso às cidades que a caravana passou. Em muitos momentos, a situação foi um pouco mais tensa. Bem ao estilo troglodita, teve até agressão a repórter por parte da equipe de segurança, o que é irônico porque ele deveria estar sendo escoltado até o Complexo Médico Penal em Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba), junto com os companheiros.

Ao mesmo tempo, em Porto Alegre (RS) era negado os embargos de declaração de Lula no caso do tríplex, da Operação Lava Jato. A população comemorou os protestos como quem festeja os jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo. As cidades pararam e a população foi às ruas. Produtores rurais deixaram suas propriedades para se unir aos protestos, incitados pela revoltante fala de um traidor que vendeu a nação ao chamar quem produz de caloteiro.

Leia mais sobre a passagem do ex-presidente pelo Paraná e anota de repúdio da FAEP aqui.

Título da Postagem: Em terra de Lava-Jato, vermelho não entra

imprensa@faep.com.br