Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 22/10/2010 - 12h00
Postado em Notícias

22/10/2010 12h00 - Postado em Notícias

Disque-denúncia facilita apreensão de agrotóxicos ilegais

Número de apreensões de produtos falsificados e contrabandeados aumentou 7,58% em 2010, segundo ANDAV

A Campanha Nacional Contra Agrotóxicos Ilegais, promovida desde 2001 pela Associação Nacional dos Distribuidores de Produtos Agrícolas e Veterinários, ANDAV, Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola, SINDAG e a Polícia Federal, registrou aumento no número de apreensões de produtos falsificados em 2010, comparado com anos anteriores.

A ANDAV, responsável por orientar e treinar o setor de revenda (distribuição) de defensivos agrícolas, afirma que se estes produtos apreendidos fossem comercializados, a soja seria um dos principais alimentos prejudicados. "Não dá para saber o que há dentro dos defensivos falsificados, e isto representa um grande perigo para o agricultor e para a sociedade. Orientamos o revendedor para que ele tenha clareza, inclusive das penalidades que podem ser aplicadas. Caso comercialize esses produtos, ele pode responder por descaminho, crime de sonegação fiscal e crime ambiental", afirma Henrique Mazotini, presidente executivo da associação.

Graças ao trabalho realizado, 400 toneladas de produtos foram apreendidos, 656 suspeitos detidos, quase 40 condenados pela justiça e 375 toneladas de agrotóxicos incineradas. "Quando a gente fala em quantidade, muita gente tem a impressão de que é pouco, são 400 toneladas que nós retiramos do mercado, mas quando você transforma essas toneladas em áreas tratadas são milhões de hectares que seriam tratados com esses produtos contrabandeados ou falsificados, danosos aos ser humano e ao meio ambiente", acrescenta o vice-presidente do SINDAG, José Roberto Da Ros.

A Campanha mantém um serviço Disque-Denúncia para dar suporte à ação das autoridades. O número é 0800-940-7030 e a ligação, grátis. As denúncias são repassadas diretamente às autoridades policiais, permite ligações anônimas, não utiliza identificadores de chamadas e não solicita ao denunciante que se identifique.

Resultados da Campanha Nacional Contra os Agrotóxicos Ilegais

A soja é a principal cultura onde os produtos apreendidos seriam utilizados. No comparativo com os anos anteriores, nota-se que o número de apreensões totais tem aumentado. O Estado do Paraná lidera o número de apreensões.
 
As informações são da assessoria de imprensa da Associação Nacional dos Distribuidores de Produtos Agrícolas e Veterinários – ANDAV.

Fonte: Agrolink

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom