Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 26/11/2010 - 12h00
Postado em Notícias

26/11/2010 12h00 - Postado em Notícias

Custeio do trigo é prorrogado por 10 dias

Os produtores de trigo ganharam mais dez dias para pagar o custeio da safra. Os empréstimos que venceriam nesta quinta-feira (25-11) foram prorrogados por mais 10 dias, informou o deputado Moacir Micheletto (PMDB-PR) depois de reunir com o vice-presidente de Agronegócio do Banco do Brasil, Luis Carlos Guedes Pinto. “Esta medida, na realidade, vai tirar […]

Os produtores de trigo ganharam mais dez dias para pagar o custeio da safra. Os empréstimos que venceriam nesta quinta-feira (25-11) foram prorrogados por mais 10 dias, informou o deputado Moacir Micheletto (PMDB-PR) depois de reunir com o vice-presidente de Agronegócio do Banco do Brasil, Luis Carlos Guedes Pinto. “Esta medida, na realidade, vai tirar os triticultores do sufoco em que vivem agora com a comercialização da colheita, mas estamos empenhados junto às autoridades do Ministério da Agricultura e da Fazenda para encontrarem uma saída mais definitiva para o setor”.

Segundo ele, o Paraná conseguiu comercializar apenas 30% dos 3,2 milhões de toneladas de trigo colhidos nesta última safra. Micheletto explicou que para estimular a comercialização do cereal o Ministério da Agricultura está promovendo leilões de Prêmio de Escoamento de Produto (PEP). A seu ver, esses leilões são medidas paliativas que apenas aliviam momentaneamente a difícil situação dos produtores, “por isso defendo que o governo federal adote uma política de longo prazo, uma política plurianual para a lavoura do trigo”. Ele acredita que o Governo ainda venha aplicar outros mecanismos de apoio ao setor.

PEP – O leilão de Prêmio de Escoamento de Produto (PEP), promovido nesta quinta-feira (25-11) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), negociou 226 mil e 250 toneladas, o que representa 75,4% do volume ofertado de 300 mil toneladas de trigo. No Paraná, foram negociadas 66 mil e 250 t das 120 mil ofertadas, ou seja, 55% do produto disponibilizado, com um prêmio máximo de R$ 77,00 por tonelada. As 160 mil toneladas do Rio Grande do Sul foram totalmente negociadas, enquanto para as 20 mil toneladas do trigo catarinense não se registrou interesse. O próximo pregão de PEP está previsto para o dia 02 de dezembro.

As informações são da assessoria de imprensa do Deputado Federal Moacir Micheletto.

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom