Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 05/03/2018 - 16h54
Postado em Destaques, Notícias

05/03/2018 16h54 - Postado em Destaques, Notícias

Criação de cavalo deixa de ser hobby para movimentar cifras bilionárias

Atividade muda de status e se firma como um negócio que movimenta ampla cadeia produtiva no país

Paixão que ultrapassa fronteiras e gerações, a criação de cavalos de raça movimenta expressivas cifras econômicas. A ampla e diversificada cadeia produtiva envolve desde a produção de sementes de forrageiras para a alimentação até dentistas especializados em equinos e outros produtos e serviços que surgiram conforme as transformações da cultura.

Se antes esses animais tinham suas principais funções ligadas às lides do campo, seja levando na sela peões e vaqueiros, transportando cargas ou como força de tração, hoje os cavalos desfrutam de um lugar mais “nobre” e voltado ao lazer, onde são muito bem tratados para participar das provas e competições específicas de cada raça.

Essa mudança de status, que deixou o cavalo mais parecido com um animal de estimação do que com um parceiro de trabalho, traz consigo uma série de oportunidades antes inexistentes no agronegócio. De acordo com a Câmara Setorial da Equideocultura do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), em 2016 (dado mais recente) o segmento de cavalos movimentou R$ 16,15 bilhões, gerando 610 mil empregos diretos e 2,4 milhões indiretos em todo país.

Profissionais das áreas de veterinária, nutrição, casqueamento, ferrageamento, criadores, domadores, jóqueis, zootecnistas e muitos outros encontram um valioso filão econômico na atividade.

Leia a matéria completa sobre a atividade aqui.

Título da Postagem: Criação de cavalo deixa de ser hobby para movimentar cifras bilionárias

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom