Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 17/09/2009 - 12h00
Postado em Notícias

17/09/2009 12h00 - Postado em Notícias

Cafeicultor poderá renegociar dívidas

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou medidas para socorrer os produtores de café. Em três resoluções (3783, 3784, 3785), foi autorizada a renegociação de dívidas, criada uma nova linha de crédito e reduzidas as taxas de juros. As novas medidas do CMN, publicadas na quarta-feira (16/09), complementam as publicadas na semana anterior para aquisição de […]

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou medidas para socorrer os produtores de café. Em três resoluções (3783, 3784, 3785), foi autorizada a renegociação de dívidas, criada uma nova linha de crédito e reduzidas as taxas de juros.
As novas medidas do CMN, publicadas na quarta-feira (16/09), complementam as publicadas na semana anterior para aquisição de café diretamente dos produtores e a conversão de parte das dívidas em produto. No total, o Governo disponibilizará 2 bilhões de reais.
O Ministério da Agricultura pretende elevar as cotações com a retirada do mercado de 25% da atual safra de café e a formação de grandes estoques públicos atendendo ao pedido de setor produtivo. Parte das dívidas será convertida em café ao preço mínimo em vigor, de R$ 261,69 por saca, considerado baixo p elos cafeicultores paranaenses que queriam R$ 355,00.
Em torno de R$860 milhões em débitos de custeio e colheita da safra 2008/2009 poderão ser prorrogados por quatro anos. As operações lastreadas no Funcafé têm vencimento até março de 2010. Entretanto, o produtor terá que pagar 20% da dívida no vencimento da parcela.
Foi criada também uma linha de R$ 100 milhões para o refinanciamento de dívidas via cooperativas de crédito. O financiamento do Funcafé terá prazo de quatro anos, limite de R$ 200 mil por beneficiário ou R$ 10 milhões por cooperativa a juros de 6,75% ao ano.

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom