Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 03/06/2011 - 12h00
Postado em Notícias

03/06/2011 12h00 - Postado em Notícias

Banco do Brasil renegocia dívidas de arroz

Dívidas de custeio e investimento poderão ser prorrogadas

O Banco do Brasil (BB) anunciou que efetuará a prorrogação de dívidas de custeio e investimento da safra 2010/2011 para produtores de arroz. Para as operações de custeio as parcelas que venceriam em junho e julho deste ano, poderão ser prorrogadas por 60 dias, passando a vencer em outubro e novembro.

No caso dos investimentos, que tem a primeira parcela a vencer em 2011, a quitação poderá ser até um ano após a última prestação do contrato.

Desde março a FAEP vem solicitando medidas urgentes de apoio aos produtores de arroz no Paraná e esclarecendo as dificuldades enfrentadas por esta atividade neste ano.

Nas diversas solicitações a FAEP ressaltou o baixo preço de mercado, em média R$ 23,00 pela saca de 60 quilos, frente a um custo de produção elevado de R$ 34,40, a necessidade de ajustar o preço mínimo e informando também o dano provocado pelas importações.

A safra de arroz deve totalizar 186 mil toneladas no Paraná, com a colheita praticamente finalizada e ritmo lento de comercialização, em torno de 37% em maio contra 47% no mesmo período do ano anterior.

Produtores interessados em efetuar a prorrogação devem procurar as agências do Banco do Brasil e preencher carta de solicitação fornecida pelo gerente do banco.

 

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom