Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 10/01/2011 - 12h00
Postado em Notícias

10/01/2011 12h00 - Postado em Notícias

Alemanha suspende venda de carne e ovos após contaminação por dioxinas

BERLIM – As autoridades da Alemanha ordenaram a suspensão da venda de carne e ovos em 4.700 granjas do país após detectar que alguns alimentos para os animais estão contaminados com substâncias cancerígenas. O problema tende a se agravar afetando as exportações do setor. O Ministério da Agricultura alemão disse hoje que não há informações […]

BERLIM – As autoridades da Alemanha ordenaram a suspensão da venda de carne e ovos em 4.700 granjas do país após detectar que alguns alimentos para os animais estão contaminados com substâncias cancerígenas. O problema tende a se agravar afetando as exportações do setor.

O Ministério da Agricultura alemão disse hoje que não há informações sobre pessoas que tenham adoecido por conta do consumo desses produtos, mas decidiu deter a comercialização enquanto aguarda os resultados dos testes nos animais.

As autoridades estimam a contaminação com dioxinas afete em torno de 150 mil toneladas de alimentos para aves e suínos de diferentes produtores na Alemanha. As dioxinas estão contidas na gordura e não deveriam estar em alimentos para animais.

Devido ao problema, a Coreia do Sul anunciou nesta sexta-feira que o país suspendeu, como medida de precaução, a venda de carne de porco e produtos avícolas importados da Alemanha. Autoridades na Inglaterra e na Holanda, por sua vez, disseram que estavam investigando a extensão da contaminação em produtos que contém ovos produzidos na Alemanha.

As dioxinas são poluentes que normalmente resultam da combustão industrial e de outros processos químicos. O aumento da incidência de câncer está relacionado à exposição a níveis elevados de dioxinas.

O problema do alimento contaminado foi levantado na segunda-feira na Alemanha, devido à detecção de níveis excessivos de dioxinas em ovos de galinha produzidos no oeste e depois do registro de casos semelhantes no resto do país.

Segundo a imprensa alemã, as criações de animais passaram meses recebendo ração contaminada com dioxina, até que se descobriu o problema.

Os produtores exigem indenização pelos prejuízos causados pela situação e calculam que as perdas devem alcançar entre 40 milhões e 60 milhões de euros (US$ 52 milhões e US$ 79 milhões) na semana.

Fonte: Valor Online – 07/01/2011

(Associated Press)

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom